Investimentos OffShore, decidido! Início em ETF na Irlanda

by - 12:30

Fala galera da Finansfera!

Investindo em ETF


Após muitos ler muitos blogs, sites, leis, notícias, lâminas, boatos e muito mais, me decidi por começar os meus investimentos no exterior com alguns ETF domiciliados na Irlanda.

Agradeço a ajuda do amigo Frugal e Simples que também me esclareceu muita coisa, valeu Frugal!

Para quem quiser entender um pouco mais sobre investimentos no exterior e principalmente sobre minha estratégia é só acompanhar os próximos post pois pretendo relatar passo a passo do que estou fazendo aqui.

Por que tomei a decisão de ETF na Irlanda?


Bom, em primeiro lugar vamos ao meu objetivo que é acumular patrimônio durante uns 13 a 15 anos até a aposentadoria e a partir daí, viver com rendimentos ou vendendo alguma coisa (ações, FII, ETF....) para ter q renda necessária para viver bem.

Não estou preocupado em ter meu patrimônio em uma PG, minha intenção é ter renda extra na aposentadoria uma vez que terei minha aposentadoria pelo trabalho logo, caso eu precise vender algo, não terei problemas mas o tanto que acumularei até lá será suficiente para isso.

Já estou confortável com minha carteira no Brasil e sinceramente acho que investir no Brasil já não traz tanta novidades. Você compra alguns bons CDB atrelado ao IPCA, CDI, alguns FII, algumas ações com bons fundamentos e analisa elas semestralmente ou anualmente, olha uma ou outra debênture ou CRI, LCI e LCA sem esquecer do glorioso TD e pronto! Já está formada sua carteira diversificada e a partir daí basta ir aumentando posição conforme o mercado muda.

Partindo do princípio que já não pretendo inventar muita coisa no Brasil, de que aporto regularmente, que minha aposentadoria está prevista para uns 13 a 15 anos (tenho algumas variantes ainda), resolvi começar a pensar em proteger parte do patrimônio com investimentos offshore.

Para quem quiser entender um pouco sobre isso leia o livro do Graham, O Investidor Inteligente. A ideia de investir no exterior vem ao encontro do que ele indica no livro.

Agora sim, o motivo de ser ETF na Irlanda. 


Escolhi ETF pois foi exatamente o que estudei primeiro e por não precisar ficar acompanhando. Seguindo a filosofia de olhar os investimentos somente de tempos e tempos e aproveitar para fazer coisas que gosta, resolvi começar com ETF que acumulam e não pagam dividendos. Só pra deixar claro, terei ações na minha carteira do exterior também.
Os ETF que não pagam dividendos pegam o que seria pago e reinvestem fazendo assim o trabalho de reinvestir crescendo o bolo. Já os que pagam você teria que se preocupar em reinvestir e ter o trabalho de fazer isso por conta própria. Tem que inclusive pesquisar onde está comprando pois há países que cobram sobre dividendos e outros que cobram até mesmo dos que acumulam, já a Irlanda não cobra.

Na Irlanda não há cobrança sobre os dividendos e você só paga imposto no Brasil sobre o ganho de capital que exceder a R$ 35.000,00 mensais. É aqui que entra a melhor parte da história. Quanto você precisa para viver na aposentadoria considerando que já tem imóvel próprio? 10k? 20k? Se você acumular um bom capital em ETF ou mesmo ações no exterior, quando for para a aposentadoria poderá vender até 35 mil reais com isenção de imposto. Na boa, quantos porcentos da população precisa de mais de 35k por mês para viver? Parece que fica difícil acumular bom patrimônio né mas lembre-se que quanto mais cedo começar, melhor e dá sim para juntar um bom patrimônio com disciplina.

Existe muita coisa sobre ETF que ainda vou comentar nos posts a seguir. Por enquanto estou escrevendo sobre a decisão do onde investir no exterior. 

Minha primeira compra será em fevereiro uma vez que estava esperando o Trump assumir para ver como seria a euforia das especulações e também para dar mais tempo estudando.

Vou relatar aqui como fiz tudo. Já tem o post de como abrir conta na corretora no exterior e os motivos de ter escolhido a IB, caso não tenha lido, veja aqui. 

Falarei ainda sobre as transferencias de valores, sobre a compra em sí e sobre a composição dos ativos que eu estou escolhendo. Não esqueci dos outros tópicos prometido neste post.

Caso tenha alguma dúvida compartilhe aqui nos comentários. Estou longe de saber responder tudo mas as dúvidas estimulam os estudos e a intenção é relatar toda a trajetória aqui e compartilhar, com quem quiser, como realizar investimentos offshore.

Abraço a todos!















You May Also Like

25 comentários

  1. Muito bom BPM; irei acompanhar sua trajetória pois um dia tb pretendo investir no exterior. Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso ai anônimo, prexisamos estudar bastante ainda, acompanhe e compartilhe suas dúvidas.

      Abraço

      Excluir
  2. BPM,

    Bacana ... aguardo novos posts .. também estou estudando começar a investir fora ...

    Abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Rodolfo! Vamos aumentar essa comunidade dos investidores no exterior. Compartilhe suas experiências dúvidas.

      Abraço!

      Excluir
  3. BPM,

    É isso aí, a partir de fevereiro eu serei mais a um a começar a investir no exterior, mais especificamente nos EUA.

    Só que, ao contrário de você, não pretendo investir em ETFs, e sim comprar ações individualmente.

    Chega de deixar todo o nosso patrimônio aqui no Bananil, isso é loucura total!

    Sucesso para nós.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IL, muito bom. Qualquer forma de diversificação é boa.

      Vou comprar ações também mas o foco são ETF pra longo prazo. ainda não me decidi quanto à porcentagem da carteira, talvez 80% ETF e 20% ações.

      Meus aportes serão na maioria destinados aos investimentos fora mas eu mantenho investimentos no Brasil também. Só acho que não dá pra deixar 100% no Brasil.

      sucesso pra nós!

      Não deixe de postar suas análises e evolução.

      Abraço!

      Excluir
  4. Oi BPM,
    Ótimo artgo e excelente Blog.
    Se eu aplicar num ETF que reaplica os dividendos, eu não terei de pagar imposto no momento em que os dividendos são pagos, pois eles serão automaticamente reaplicados.
    A minha dúvida é saber qual é o percentual que será cobrado no momento que eu vender algum dos ETF's que eu comprei na Irlanda. O valor é pago lá ou aqui e qual é o percentual?
    Agradeço qualquer ajuda e esclarecimento,
    Data160

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá data160,

      Enquanto no Brasil você tem isenção de imposto até venda no valor de 20k mensais, no exterior você tem isenção até 35k mensais, ou seja, os dividendos serão reaplicados e isso vai gerar um ganho de capital quando você for vender mas a estratégia aqui é ir acumulando durante alguns anos e quando precisar de dinheiro, vender apenas o que necessitar não ultrapassando 35k por mês.

      Abraço!

      Excluir
    2. Caro BPM,

      Excelente resposta, mas só para complementar, qual o valor descontado de impostos na Irlanda antes do dinheiro chegar aqui com zero porcento de impostso até o limite de R$ 35.000,00?

      Excluir
    3. Data160 você não vai pagar imposto nenhum pois seu contrato de imposto é com o Brasil. A Irlanda não vai descontar sobre seu ganho de capital, se isso acontecer quando você passar de 35k vai ser bitributado e com certeza deixa de valer a pena.

      Ainda há algumas dúvidas quanto a isso pois não conheço ninguém que tenha vendido mais de 35k no exterior.

      Há uma grande confusão quando se fala no exterior pois cada pais tem uma legislação e diferentes taxas para cada tipo de investimento.

      A Irlanda cobra 15% sobre os dividendos recebido e como você não tá recebendo dividendos então não tem nada a pagar. Já os EUA cobram 30%.

      Qnd você vende uma ação, mesmo no Brasil, tem que declarar o valor total da venda como entrada em "bens e direitos" e ae o cara que pegar sua declaração vai ver a entrada daquele dinheiro, se não for acima de 35 mil reais, ele não pode fazer nada porque você tá dentro da lei. Se passar disso vai ter que calcular o valor e pagar uma DARF de 15% sobre o lucro da operação até o último dia útil do mês seguinte calculando pelo preço do dolar que vc pega no site do BACEN. Isso é legislação brasileira.

      Vou ver se faço um post destacando esses pontos todos mas temos alguns blogs que já escreveram sobre isso.

      Abraço!

      Excluir
    4. Obrigado pela paciência e atenção para comigo.
      Acho que um post sobre isso pode despertar muita atenção de quem, como eu, está tentando entende como proceder e quanto custa investir corretamente (pagando todso os impostos)no exterior.
      Um abraço,
      Data160

      Excluir
    5. Estamos ai compartilhando tudo o que aprendemos pra ajudar. Continue seguindo o blog e fazendo quantas perguntas quiser, não sou expert no assunto mas todos juntos podemos buscar as melhores soluções para investir tanto no Brasil como no exterior.

      Não é difícil investir no exterior e após traçar seu plano para aposentadoria é só colocar em prática.

      Abraço!

      Excluir
  5. Achei fantástico o seu artigo. Estou na mesmíssima fase da vida. Pretendo abrir uma conta na irlanda e comprar Reit dos EUA.

    DUVIDA. Se eu receber dividendos na Irlanda e gastar por lá (não trazer para o Brasil) esse dinheiro é tributado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, obrigado pela visita.

      Você só pagará imposto sobre dividendos dos ETF na Irlanda pois vão cobrar 15% se não estou enganado. No Brasil você não vai pagar e poderá usar o dinheiro como quiser.

      Escolhi essa estratégia justamente para ter a tranquilidade de deixar dinheiro em local seguro e poder vender até 35k reais, q é o caso do exterior, sem pagar imposto.

      Só pagará imposto no Brasil se vender mais de 35k por mês.

      Abraço.

      Excluir
  6. Não entendi. Como vc vai investir na Irlanda? Por acaso vc vai abrir uma conta corrente lá?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonimo não precisa abri conta na Irlanda. Tenho conta no BB Miami e abrindo uma conta na Interactive Brokers você pode investir no mundo todo.

      Da uma olhada aqui como abrir a conta lá https://buscandooprimeiromilhao.blogspot.com.es/2016/12/tutorial-abrindo-conta-no-interactive.html?m=1

      Excluir
  7. Olá, tem como falar com vc em particular? Pretendo investir na irlanda e gostaria de entender sobre tributação e bitributação. Posso deixar meu telefone? Vc me manda uma msg? Obrigada
    Vanessa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vanessa,

      você pode enviar um e-mail para buscandooprimeiromilhao@gmail.com ou então mandar mensagem pelo twitter no @BPMilhao.

      Gostaria de lembrar que não sou analista nem assessor e que os posts que publico são estudos pessoais e uma forma de registrar um histórico de tudo que faço ao longo dos anos, portanto não é nenhuma recomendação de compra.

      Mas será um prazer responder você naquilo que eu tenha conhecimento.

      Excluir
  8. Olá, como falo com vc em particular? Vanessa

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Você poderia me passar a referência de documento da Receita Federal onde você encontrou o texto que diz que a isenção de imposto para vendas de até 35k mensais no exterior com lucro se aplica também para ETFs? Como você chegou a essa conclusão?

    Esse assunto é abordado na pergunta 633 do documento de perguntas e respostas da Receita Federal: http://idg.receita.fazenda.gov.br/interface/cidadao/irpf/2017/perguntao/pir-pf-2017-perguntas-e-respostas-versao-1-1-03032017.pdf

    O texto lá diz que "O limite de R$ 35.000,00 aplica-se à alienação de ações em bolsa no exterior, por residente no
    Brasil sujeita a apuração de Ganho de Capital em Moeda Estrangeira". Ou seja, o meu entendimento é que a isenção se aplica a ações, e não ETFs.

    Também vale lembrar que não faz muito sentido a própria receita federal incentivar os investidores brasileiros a investirem suas reservas financeiras em ETFs no exterior com essa isenção, ao passo que os ETFs brasileiros são sempre taxados no lucro, independente do montante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então André, esta é uma discussão bem grande.

      Na verdade ainda não vi uma resposta concreta nem que sim nem que não. Tenho um amigo que foi à receita e o próprio auditor não soube responder. Eu mesmo estou pra agendar uma visita pra tirar a dúvida mas pelo que já pesquisei e já liguei na receita com outras dúvidas, já percebi que não vão me responder também.

      Há muitas pessoas que dizem que os ETF entram em bens de pequeno valor e por isso não pagaria imposto. Outras pessoas dizem que a regra aplica-se apenas à ações mas isso é uma equiparação com a lei brasileira voltada para o mercado no Brasil.

      Também há uma discussão que as respostas do Perguntão não esgotam o assunto e não são a interpretação da regra clara, as pessoas que discutem esse assunto dizem que aquilo lá são apenas respostas para algumas perguntas.

      Quanto à sua interpretação, concordo com ela mas como disse, há corrente que interprete que a frase não é restrita de modo a se entender que os ETF estão fora da regra.

      Escrevi este post quando comecei a estudar o assunto e até hoje não tá esclarecido totalmente. De qualquer maneira minha estratégia é de acumular e manter o dinheiro no exterior, pois pretendo ir morar fora e se eu declarar a saída definitiva, não precisarei pagar este imposto. Tem que ver a estratégia de cada um.

      Agora, quanto da fazer sentido a RF incentivar ou não investidores a colocarem suas reservas no exterior, na minha opinião, eles não estão nem ai pra isso. Já viu o número de investidores na bolsa Brasileira? não temos nem 1 milhão, daí quanto você acha que temos investindo no exterior?

      Pra mim a receita não tá nem aí, tanto que nem faz questão de esclarecer este ponto.

      Quando eu fora à receita e tiver a convicção que paga o imposto, postarei aqui.

      Abraço!

      Excluir
  10. BPM, seu blog vem sendo de grande valor para mim no começo da jornada para investir lá foram.

    Uma dúvida comum, dado o "tempo" que você já faz é: Se fosse hoje, você iria pelos mesmos caminhos que tomou? (conta no IB, BB americas etc), ou há outras maneiras melhores hoje em dia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Além Mar!

      Fico feliz que o blog está sendo útil pra você.

      Quanto à sua pergunta, a resposta é: Depende!

      Depende de quanto tem pra começar a investir. Se ainda não tem os 10k Trumps, não é motivo pra não começar, pois existem opções baratas como a DriveWealth, a única contrapartida é não atuar globalmente e não possuir alguns produtos mas para compra de stocks e alguns ETF, vale a pena.

      Já se você tem os 10k Trumps, no mínimo, para começar, eu reafirmo, BB Americas e Interactvie Brokers!

      Se tiver oportunidade de abrir conta em outro banco como o Bank of America, também é uma excelente opção mas se quiser abrir conta no sofá da sua casa, vá de BBA mesmo.

      A interactive Brokers é espetacular. Emite relatórios do jeito que você quer com muitas métricas. A corretagem é de apenas 1 Trump descontada da custódia de 10 Trumps mensais.

      Conte-nos suas experiências ao iniciar sua jornada.

      Abraço!

      Excluir
  11. Gostei das informaoes. Sou novo no ramo e preciso de maiores informaçoes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vindo Rogério.

      Assine o blog e acompanhe as postagens. Visite também a página “investimentos no exterior”.

      Abraço.

      Excluir

Deixe aqui seu comentário, colabore com a comunidade rumo à independência financeira!

Siga o BPM!