Fechamento Julho 2018

by - 09:46

Fala galera da Finansfera!!!

O crescimento das ações no Brasil e no exterior





O crescimento das ações no Brasil e no exterior no mês de julho foi uma espécie de alivio para aqueles que tomaram banho de sangue no mês passado com as quedas dos ativos brasileiros. Após grande queda nas principais ações da Bovespa no mês de junho, o mês de julho deu uma boa recuperada na carteira mas de qualquer maneira há de se ter muita cautela nesse momento.

Os bancos puxaram as maiores altas tendo o Banco Inter (BIDI4) levantado 20,78% em relação ao mês anterior, seguido de Bradesco (BBDC3) com 17,23% e Itaú (ITUB3) com 14,53%. Grande participação também da Itaúsa (ITSA3 e 4) com 11,61% e 16,26% respectivamente, levando a valorização de 8,13% da carteira ibov no mês. 


Clique aqui e veja como enviar dinheiro ao exterior de modo simples e rápido.




Este mês fiz um aporte bom de 4% do total da carteira e comprei umas coisinhas para arredondar os lotes, pois devido à ganhos de bônus e subscrições acabei ficando com números quebrados em alguns ativos. As ações e FII que já entraram na carteira foram: BBSE3, CIEL3, KNIP11 e EDGA11. Ainda estou com um valor líquido analisando o que comprar.

Vamos ao resumo!

  • Ações - Deu aquele Up este mês levando a carteira a resultado positivo no mês em 8,13%. Como citei acima, incorporaram à carteira em quantidade para arredondar os lotes as ações de BBSE3 e CIEL3.
  • FII - Seguindo as ações no campo positivo, os FII subiram 2,62%. Acrescentei à carteira um pouco de KNIP11 e EDGA11. Pode parecer loucura mas com os novos contratos em EDGA11, resolvi comprar mais umas cotas e assim diminui o preço médio e aumenta o valor dos alugueis. Como dificilmente vendo um FII (até hoje nunca vendi) vou mantendo o EDGA aguardando melhorias, o que parece está acontecendo com o tempo. Veremos no futuro. Lembrando que a participação dela é bem pequena na carteira toda.
  • TD - Respirando por aparelhos apenas com um IPCA 2020.
  • Poupança - Uma mixaria lá.
  • CDB -   Mantendo o padrão de crescimento leto e gradual.
  • Debêntures e CRI - Mais um mês ratificando que pra viver de renda vale muito a pena ter um percentual nesta categoria.
  • Stocks - Um bom crescimento mais uma vez com 6,07%. Vou mantendo T por enquanto e até pensando em aumentar posição um pouquinho. O mercado americano tá daquele jeito esticado e não para de crescer. É hora de muita cautela e estou avaliando se mexo um pouco na carteira ou mantenho assim.
  • ETF - Avançaram 2,90% em relação à junho mas não tenho visto grandes lucros assim, vamos ver como se comportará quando o mercado virar para Bear.  
  • REIT - Mais um mês com crescimento bom, 3,60%. Estão pagando bem certinho e os dividendos recebidos na carteira toda só tem aumentado. Qualquer hora dessas vou fazer uma análise mais apurada no site www.comoinvestirnoexterior.com



Vamos aos números!!



Em resumo o mês de julho foi uma boa recuperação aos ativos do mês passado. A careira no exterior continuou subindo com 5,39% e no Brasil também houve uma alta de 4,04%. O resultado total da carteira ficou em 4,63%.

Já estamos em agosto e teremos novidades por aqui. Vamos aguardar o fechamento do mês par confirmar as surpresas boas ou não.

Não deixem de acompanha no novo site as dicas e tutoriais de como investir no exterior. Por lá teremos muitos passo a passo de como abrir contas em bancos, corretoras, como enviar dinheiro para o exterior, comprar ativos, fazer pesquisas de ativos, declarar imposto de renda e muito mais.

Por enquanto é isso pessoal. 

Abraço a todos!




You May Also Like

8 comentários

  1. Nada mal. Mercado americano tá ainda bombando mesmo com todo o trade war. Vamos ver té quando pq estou em standby para comprar mais index funds. Já chegou a dar uma analisada em CEFs ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante AA40, até porque eu estou ⅓ líquido e pensando em zera posição em alguma coisa dessa carteira aí.

      Meu sensor aranha me diz pra ficar um pouco mais líquido.

      Não analisei CEFs, alguma dica?

      Excluir
    2. Sem dúvidas, o problema de liquidez e que vc fica perdendo para inflação, por isso comprei um CD de 1 ano nos EUA para esperar. Estava pesquisando sober close-ended funds e parece bem interessante. Altos yields e quando vc consegue comprar a desconto (abaixo do NAV) vc tem um plus. Dá uma olhadinha no EXG por exemplo .Agora tá a premium, mas quando treda a desconto fica bem interessante:
      https://funds.eatonvance.com/tax-managed-global-diversified-equity-income-fund-exg.php

      Excluir
    3. Bem interessante mas o NAV hoje tá alto né. Tem um monte de empresa inchada no meio. Vale ficar de olho. Pagando os 0,08 como tá pagando e no preço de hoje $9,55, dá retorno de 10% ano ano.

      Você comprou CD onde? BB Américas?

      Sobre perder pra inflação, com a alta do dólar, praticamente não temos perdas. Se o dinheiro fica em dólar parado no exterior já é uma boa proteção mas claro que receber 2% ao ano é melhor que nada.

      Vou acompanhar mais o CEF mas devo entrar primeiro em perpetual bonds. Estava observando uns do Itaú e do BB.

      Excluir
    4. Sim hj está a premium e não compraria mas estou com ele na watchlist para comprar. Ele praticamente não tem gain e só retorna em dividendos mas 9%aa em usd é bom demais.
      Comprei CD na minha velha conta na Fidelity (que tenho de quando morava lá e uso para todos meus investimentos nos EUA).
      Pensando em real vc está certo, mas na vdd não penso no meu patrimonio lá fora como repatriável pq não pretendo fazer isso então...tanto que nem converto para real para saber meu net worth em brl.
      Eu tbm tento evitar comprar qualquer coisa relacionada a Brasil lá fora. Tem bonds da MSFT, de muitos bancos americanos que vale mais a pena tbm dar uma olhada. Abcs

      Excluir
    5. Show de bola AA40. Esses bonds "brasileiros" costumam pagar um pouco mais e não dão calote porque lá o buraco é mais embaixo né. De qualquer maneira vou dar uma olhada também.

      Valeu a dica, esse EXG vai ficar na watchlist também, afinal 9% aa é excelente!

      Excluir
  2. Já começo a deslumbrar a ideia de investir no exterior conforme meu objetivo de renda passiva no Brasil está praticamente atingido. Já abri uma conta offshore e amanhã me encontro com o representante da corretora para ver as opões de investimento. No momento me recuso a entrar no mercado americano de ações (tudo muito caro), considero duas estratégias deixar em bonds ou partir de vez pros REITs (quem sabe até no mercado asiático), tudo vai depender da conversa que terei amanhã. De um jeito ou de outro pode apostar que passarei a ser um participante ativo do seu site comoinvestirnoexterior.com



    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IF 365,

      Em primeiro lugar quero dizer que fico muito contente em saber que você será um leitor assíduo do site novo. Espero que tenha coisas úteis a você e que também possa participar com seus comentários sobre as experiências que está adquirindo ao iniciar esta jornada. Fique à vontade para sugerir ou criticar algo.

      Quanto à investir em ações, realmente não é um bom momento. Apesar de hoje ter debatido bastante isso no Twitter com o VDD, Investidor Internacional e outros, eu não estou comprando ações no momento e até penso em encerrar uma ou outra posição. Depois confere lá nosso debate.

      Bonds são bons mas ficar um pouco líquido também é bom para poder aproveitar oportunidades que virão. Eu faço compras aos poucos então acabo pegando vários preços diferentes e na maioria das vezes pego preços menores do que antes.

      Sobre REIT, é uma alegria só. Me pagam todos os meses e consegui comprar alguns com "desconto" e também estou no positivo em todos eles. Quando caiu mais, eu comprei e diminui preço médio e agora está sendo só alegria.

      Se puder, compartilhe algumas de suas ideias com seu corretor. Vamos colocá-lo em check também kkkkk

      Excluir

Deixe aqui seu comentário, colabore com a comunidade rumo à independência financeira!

Siga o BPM!