Independência Financeira a que custo?

by - 13:23

Fala galera da Finansfera!!!!




Ultimamente tenho conversado bastante sobre temas relacionados à aproveitar a vida, à guardar dinheiro e à heranças. Este é um assunto que sempre gera bastante discussão e já falei uma vez dele aqui e aqui e hoje volto a falar um pouco mais sobre alguns pensamentos que tenho debatido.

Recentemente o IF Sr. 365 jogou a toalha como ele mesmo escreveu no post dele e pediu demissão. Para quem não conhece, o Sr. 365 é piloto comercial nos Emirados Árabes e já estava planejando sua aposentadoria para ir viver em Bali. Juntou um belo patrimônio e agora vai por em prática os estudos que realizou durante alguns anos. Entre no blog dele e veja suas postagens.

Já esta semana o grande amigo Aposente aos 40 teve uma crise por conta do seu emprego e escreveu um post sobre vender nossa saúde física e mental. Ele relata a pressão que tem recebido no trabalho e a necessidade de continuar, pois ganha bem e ainda não atingiu a independência financeira. Ele relata grandes problemas vividos hoje em dia por muitos, inclusive da falta de atenção com o filho.

Há um pouco mais de tempo tivemos a notícia de que o Viver de Construção faleceu. Sem entrar no mérito das polêmicas que rondaram a notícia, é mais um que pregava a frugalidade e investia seu dinheiro para atingir a independência financeira. Ele começou com o blog falando das construções que fazia, do piso que colocava, das janelas, portas, problemas com pedreiros, venda dos imóveis e depois ele se apegou mais nos investimentos e largou praticamente a construção. Criou outro site e envolveu-se em certas polêmicas.

Para corroborar com tudo isso, o amigo André do Viagem Lenta também aproveitou o embalo e fez uma postagem sobre o assunto que recomendo a leitura.

Esses são acontecimentos da Finansfera que muito de vocês devem ter acompanhado, fora esses tenho alguns outros de conhecidos e muitos em relação à heranças, taxas, brigas familiares, problemas com inventários, dívidas e um monte de GRU para pagar ao governo para poder ter o que por direito é seu.

Viva a vida em equilíbrio

Diante dos fatos citados acima já podemos iniciar uma grande conversa sobre o assunto. O quanto você está disposto a sacrificar para guardar dinheiro e atingir a independência financeira? Será que está valendo a pena o que você está fazendo? Será que não entrou em uma espiral e não consegue ver fora da bolha?

A palavra chave é equilíbrio como já falei neste post. Volta e meia eu venho ao blog para reler esse post e ver se o que eu escrevi foi besteira ou se eu mudei de opinião e vejo que cada vez mais ratifico o que escrevi. Não vale a pena se privar das coisas boas da vida para guardar dinheiro indiscriminadamente.

Quando digo que o equilíbrio é o melhor caminho, quero dizer que você pode programar sua vida, seus gastos e ser razoável com tudo, inclusive com o tempo direcionado ao lazer com a família, amigos, esportes, jogos ou qualquer outra coisa que goste de fazer como hobby.


Crie sua planilha financeira

Uma das coisas mais importante para manter o equilíbrio financeiro é ter uma planilha financeira e anotar todos os seus gastos. Já falei disso no post mencionado acima e volto a repetir. Devemos utilizar o orçamento base zero para nossas contas e sempre iniciar o mês com o salário recebido. O dinheiro que sobra no fim de um mês, deve ser investido e começar o mês com zero.

Quando você cria uma planilha fica fácil visualizar onde está indo todo o seu dinheiro e assim pode direcionar uma parte para o lazer e uma parte para os investimentos. Inclua o aporte mensal como se fosse uma prestação a pagar juntamente com as outras contas como luz, água, condomínio, escolar e etc. Desta maneira você já cumpre a obrigação de aportar e de pagar as contas.

Na divisão das contas inclua uma parte dedicada ao lazer também. Não precisa deixar o lazer em zero e não precisa gastar descontroladamente. Dedique uma parcela para se divertir e quando esta parcela acabar, procure se divertir do mesmo jeito mas sem a necessidade de grandes gastos. O Aposente aos 40 escreveu um post sobre gastos e vida social, recomendo a leitura.

Faça a divisão do seu tempo




Após a parte financeira planejada, parta para o tempo que você dispõe para fazer suas coisas. Divida seu tempo igual divide seu dinheiro. Dedique um tempo para fazer aquilo que mais gosta e que te deixe relaxado. Dedique um tempo para atividades físicas, pois elas são muito importantes para sua saúde. Dedique tempo para seus filhos, o tempo passa e não volta. As memórias são eternas e você precisa criar momentos para criar memórias.

Vou falar um pouco da minha rotina e como faço. Uma das coisas que gosto de fazer é atividade física. Por 3 vezes na semana eu vou ao Crossfit e por 3 vezes vou à academia, as vezes vou mais vezes também. Acordo as 05:30 quando tenho que ir à academia, pois tenho que estar de volta as 7 e me aprontar para o trabalho, quando vou ao Crossfit acordo mais tarde, as 05:45 😂. Quando chego no trabalho já estou com minha obrigação (obrigação porque a saúde pede) e com um dos meus hobbys feito. Chego pra trabalhar com a sensação do deve cumprido comigo mesmo e inicio bem o dia.

Quando chego do trabalho e quando animo, pelo menos uma vez por semana eu janto fora. Quando não janto fora ou eu faço o jantar ou peço algo que goste bastante. Também bebo ou um vinho ou um whisky e tudo isso conjugado com algumas obrigações domésticas que temos a fazer na nossa rotina. Durante a semana também tiro um dia para ir à sauna relaxar além do domingo que é quase sagrado ir. Fazendo isso tudo ainda me sobra tempo para assistir uma série de vez em quando e escrever no blog.

No meu caso não moro mais com minha filha então o tempo que tenho que dedicar a ela fica por conta de alguns feriados, finais de semana ou férias. Gostaria muito de compartilhar mais tempo com ela mas moramos em estados diferentes e acaba que não dá no momento e isto é algo que em breve será resolvido.

Parece que tudo isso é muito difícil de fazer mas acredite, não é! Basta querer e ser disciplinado. As vezes a pia tá cheia de louça (só tenho diarista uma vez na semana então tenho que lavar a louça com a Sra BPM) mas eu não quero lavar louça no momento, as vezes quero deitar, relaxar o corpo e assistir um episódio de algum seriado. Faço isso e quando acaba me sinto melhor e parto pro combate com a louça.

As vezes as 05:30 da manhã não quero ir malhar e fico na cama até as 7 mas compenso em outro momento. O que devemos fazer é gerenciar nossos afazeres de modo que aquilo que não for vital, pode ser deixado de lado para que você faça quando estiver mais disposto. Claro que não adianta falar que não vai lavar a louça nunca 😂 as obrigações estão ai.

Crie memórias 

Devemos criar memórias! Eu tive um chefe uma vez que dizia: Triste do homem que não tem história para contar aos seus netos. Ele tinha toda razão. Minha filha com 18 anos lembra de coisa de quando ela tinha 7 anos. Lembra da festa que fiz pra ela no Mac Donalds (ok, não façam a mesma besteira, não levem seus filhos pra comerem aquelas porcarias 😂). Ela lembra dos finais de semana na praia, do Nescau que eu fazia, da salada de frutas, das idas à Gramado, dos jogos de PS2 na época. Uma das memórias mais marcantes foi nossa viagem ao exterior em 2015. Como comentei no outro post, fomos para California e aproveitamos bastantes.

Este ano de 2018 fomos para Nova Iorque e aproveitamos muito também. Além de ser um grande ganho cultural, de fazer ela conhecer e praticar outro idioma, ver como funcionam os serviços em um país de primeiro mundo para comparar com o Brasil, de desenvolver o espírito de aventura e perder o medo de andar por ai em outros países, ainda criamos mais um momento para ficar na memória. Estes são os momentos que devemos criar com aqueles que amamos. Não há economia de dinheiro que compense estes momentos.

Tenho grandes momentos com família e amigos também e tudo isso foi feito sem deixar de aportar e investir. Não precisa investir 60% do salário, não precisa acelerar demais a independência financeira, não precisa ser uma pessoa rude e mal humorada vivendo na miserabilidade para guardar dinheiro. Existe um mundo em sua volta e nele existem pessoas que gostam de você e querem sua convivência.

Já ouvi certa vez uma pessoa dizer que só iria começar a viajar depois que os filhos estivessem grandes e tivesse um valor X investido. O primeiro erro é que está pensando em criar momentos sem os filhos e o segundo erro é que ele havia colocado um valor X tão alto que não conseguiria alcançar, ou seja, foi somente uma maneira de justificar que a vida toda ele vai viver miseravelmente guardando dinheiro sem aproveitar com família e amigos. Também temos que olhar sob a ótica dele que talvez esse seja o prazer dele. Talvez ficar sentado à frente do computador o dia inteiro vendo notícias e estudando investimentos sem ao menos viajar com a família uma ou duas vezes ao ano é um prazer.



Administre os problemas no trabalho sem afetar as pessoas próximas à você

Problemas no trabalho todos temos. Quem nunca saiu esbravejando para si mesmo a respeito do chefe ou de uma ordem idiota? No trabalho assim como em tudo, devemos ter planejamento, alto controle, equilíbrio emocional e não deixar que problemas no trabalho afetem seu dia a dia. Eu sei que é bem difícil isso mas quem disse que tudo o que foi escrito aqui é fácil? Este é apenas mais um trabalho que você terá que fazer para melhorar seu dia a dia.

Chegou estressado do trabalho, vá procurar algo que goste para fazer. Beba uma cerveja ou um vinho. Vá a academia malhar ou vá correr. Faça algo para extravasar esse sentimento ruim que ficou do dia no trabalho. Tenha bons pensamentos e coloque-os em prática. Eu sei muito bem que a maioria das pessoas acabam potencializando seus problemas e fazendo uma vitimização querendo nos convencer de que não há solução para o que está passando, pois acredite, há sim!

Conclusão

Não deixe que os problemas cotidiano te desanimem. Não viva a vida com frugalidade extrema para juntar dinheiro a ponto de não criar momentos de prazer com sua família e seus amigos. Aproveite para se divertir com pouco dinheiro em um parque ou uma praia. Faça pequenos encontros com amigos onde cada um leva o que quer beber, o importante é se reunir e conversar.

Não pense em gastar tudo porque pode morrer amanhã e nem guarde tudo pensando em viver somente após a independência financeira, pois ao chegar lá você pode estar perdido e não saber mais o que fazer e pior, pode até nem chegar lá. Lembro que o VDC as vezes dizia que já estava cansado de não comer em um restaurante legal ou de não fazer uma viagem para guardar dinheiro. VDC faleceu e me pergunto: Será que valeu a pena não ter feito coisas simples que ele poderia ter feito como ir à um restaurante, somente para guardar um pouco mais naquele mês?

Viva o equilíbrio, pergunte-me como! 😂😂

Abraço a todos!


You May Also Like

34 comentários

  1. Acho que temos que começar forte no modo extremo tipo 90% da renda e ir diminuindo com o passar dos meses.Consequentemente o alivio do aporte mais baixo vai permitindo fazer mais coisas a cada mês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí Soldado,

      Essa seria a regra ideal mas vejo muitas pessoas já maduras aportando como se fosse o primeiro ano de trabalho. Elas entram na espiral e não param nunca de aportar.

      Excluir
  2. Concordo em tudo, tudo, tudo.
    Eu não gosto de desperdiçar dinheiro. Não tomo cafézinho, compro sorvetinho, em geral não faço esses desperdiciozinhos pq eu não me importo e isso não me faz mais feliz.
    Mas eu faço algumas coisas que eu quero fazer, não pra ostentar, mas porque eu quero fazer.
    Ano passado em Las Vegas, eu dei 7 voltas em uma Lamborghini numa pista. O preço? 1350 reais. Faz sentido alguém que economiza em coisinhas do dia a dia fazer uma extravagância dessa? Mas é justamente pra isso que eu invisto o dinheiro oras. Pra poder fazer as coisas que eu tenho vontade de fazer.
    As vezes eu desperdiço um pouco do tempo, com merdas como o instagram, e tempo é o nosso ativo mais importante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a ideia Vira Lata,

      De que adianta ir a Las Vegas, poder realizar uma grande vontade, não realizar e retornar peso Brasil ainda com aquele sonho?

      Quantas vezes você vai fazer isso por ano? Talvez não faça nunca mais na vida ou faça daqui a 5 anos. Importante é que você voltou satisfeito e não deixou de aportar por isso.

      Excluir
    2. 1350 7 voltas de lambo? Ta maluco? vai ser IF nunca!

      Excluir
  3. Cara, eu sempre postergo lavar a louça e acaba que a sra Inglês lava pra mim. Ela não tem muita paciência de esperar kkk

    ResponderExcluir
  4. É, mas fácil é falar em equilíbrio quando não se está dentro do furacão e se tem uma vida mansa !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Anonimo mas todos já passamos alguma dificuldade, nem sempre a vida foi manda e também não quer dizer que sempre será. Impostaste é trabalhar a mente pra sair da espiral porque quando a gente coloca na cabeça que tudo vai dar errado, acaba dando.

      Geralmente quem está de fora tem uma visão melhor.

      Excluir
    2. Já passei por uma situação critica também , dois livros bons na parte financeira são O Homem mais rico da Babilónia e O Segredo da Mente Milionária

      Excluir
  5. Excelente post, acho que o grande "pecado" meu e que me levou ao precipício foi insistir em um emprego que não suportava mais. Já fui completamente apaixonado pelo meu trabalho e poderia ter até feito de graça, mas com o tempo duas coisas aconteceram, ele exigiu mais tempo e eu comecei a detesta-lo. Essas duas curvas foram se distanciando a ponto de me levar ao limite. Juro que tentei me distrair, executar outra função e até poderia ter mudado de empresa... mas minha obstinação por querer uma solução definitiva para o problema falou mais forte. No final é questão de escolha, se matar alguns anos para chegar rápido ao seu objetivo ou curtir a "viagem lenta", seja como for o friozinho na barriga ao largar o emprego vai ser o mesmo!rs

    Sr. IF365
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 365 você é o exemplo clássico do que falei. Mesmo com todas as mazelas que enfrentava, ainda fez uma viagem recente para um lugar que você sempre quis, a Islândia. Também já foi a Bali, ou seja, não deixou de conhecer lugares pra guardar o dinheiro.

      Sua jornada chegou ao fim e agora começa a outra que queremos muito acompanhar. Existem varios blogs querendo atingir a FIRE mas pouquíssimos já atingiram e escrevem sobre.

      Keep writing ✍️

      Excluir
    2. Verdade, mas nada disso me ajudou a levar os planos até o fim... na verdade ao ver que "existe vida" fora do trabalho me deu mais desespero de largar tudo. As vezes acho que se tivesse deixado de tirar férias e enfiado a cabeça no trabalho teria levado até o fim. O baque de ver como eu melhorei estando de férias e como piorei ao voltar para a rotina do meu trabalho foi muito grande... chegou a me assustar.

      Sr. IF365
      www.srif365.com

      Excluir
    3. Já passei por isso. você ficou desesperado porque já sabia que poderia, a partir daquele momento, viver como estava sonhando e planejando, então resolveu chutar o pau da barraca.

      Para quem ainda não pode por não ter condições se viver de rendimentos, é mais difícil. O dinheiro só é importante até você já ter o suficiente para viver. As recompensas passam a ser outras, no seu caso era se livrar do trabalho, mesmo que seu chefe te oferecesse um aumento de 20%, provavelmente você não ficaria, pois o estimulo que precisava não era mais financeiro.

      É aquela história, por 30 reais eu não lavo o carro de ninguém porque este valor não me estimula. Talvez lavasse por 500. Repare que o aumento tem que ser de mais de 15 vezes 😂

      Excluir
  6. Muito bom post BPM!

    Um Anon acima fez um destaque importante, é muito fácil falar quando não se está no olho do furacão, por outro lado, quem está fora do furacão consegue enxergar a coisa com muito mais clareza e sem emoção.

    Acho que essa coisa de estipular uma meta de IF até os 30 anos, ou até os 40 anos, e levar isso REALMENTE a sério é complicado, pois passa-se a abrir mão de tudo em prol de atingir esse objetivo dentro desse prazo. Eu prefiro enxergar a IF como algo de longo prazo.

    Eu não costumo pensar muito no objetivo final (IF), eu apenas confio no processo de aportar/investir, e sei que ela vai acontecer naturalmente, sem forçar a barra e sem sacrifícios desnecessários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom seu comentário Sr. Ministro!

      A IF vai sair naturalmente se mantiver os fundamentos para atingi-la. Quer um exemplo? Quando seus rendimentos superarem seus aportes, você vê que já está bem perto.

      Atingir a IF não pode ser um martírio.

      Abraço!

      Excluir
  7. Muito bom o post BP! Eu sou dessas que procura ser o mais frugal possível, mas às vezes paro para pensar e vejo que não vale a pena. Pelo menos as coisas que realmente gosto de fazer que é sair com amigos e viajar, além de comprar uns cosméticos, eu não deixo NUNCA.
    Abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino para as mulheres a dificuldade que deve ser pra ser frugal hein 😂😂. Há a necessidade de cosméticos sim e vocês tem que comprar sempre mas sem comprometer os aportes.

      Viajar é investimento também!

      Excluir
  8. Olá BPM,

    Parabéns pelo post.
    Eu consigo aportar cerca de 70% anual da minha receita líquida e faço tudo o que tenho vontade. Aprendi a viver uma vida simples, mas fazendo as coisas que gosto. O que ferra mais as pessoas é comprar coisas para mostrar status para os outros.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é um exemplo Cowboy!

      Aporta muito e vive as coisas que tem vontade. Um verdadeiro exemplo de estar em paz com a alma e com as finanças. Parabéns!

      Excluir
  9. Excelente revisão do tema BPM. Obrigado pelos links.
    Gostei do "Viva o equilíbrio, pergunte-me como! 😂😂" hahah. !

    ResponderExcluir
  10. Excelente texto, BPM!

    Estou de acordo contigo quanto à palavra-chave: equilíbrio! Lendo o seu texto, entretanto, lembrei-me de outra: satisfação.

    Você precisa estar satisfeito com sua vida. Seja a vida presente ou seja com sua vida futura, seus planos, o que pretende fazer após a IF. Tudo isso precisa fazer sentido para você. E o que sinto das pessoas em geral, é que elas não conseguem ver sentido em não gastar o que possuem agora.

    Como comentei no meu post (obrigado pela citação), as pessoas não entendem que economizar agora pode ser a condição para acompanhar de perto o crescimento de seu filho no futuro. Não querem ter filhos, ok, economizar pode ser a chave para muitas viagens (criar "memórias", muito bom!). É caseiro e não terá filhos, poxa, pensem em doar seu tempo e voluntariar-se a algo. Tem tanta gente precisando de ajuda e apoio!

    Quando as pessoas conseguirem pensar dessa forma, acredito que o clube dos poupadores do presente (e gastadores no futuro) aumentará cada vez mais rsrs.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito André!

      "as pessoas não entendem que economizar agora pode ser a condição para acompanhar de perto o crescimento de seu filho no futuro" digo mais, pode ser a condição para acompanhar a doença de alguém no futuro. Minha vó ficou acamada por conta de um câncer no pâncreas por 1 anos e tivemos que ficar com ela no hospital. Minha mãe morou no hospital por 6 meses e graças a Deus pudemos dar todo o apoio que elas precisaram.

      Abraço!

      Excluir
    2. Pois é, excelente lembrança! Acredito que cada um poderá pensar no que pode dar sentido para sua vida. E ver que ter o SEU tempo disponível para tal atividade envolve passar pelo processo de IF.

      Abraço!

      Excluir
  11. excelente Post

    o segredo é ter uma vida frugal com pequenos mimos de tempos em tempos. Como vc falou quantas vezes por ano vamos ao exterior? quantas vezes por ano vamos tomar um bom vinho? Tb não me privo do que gosto de fazer, mesmo que para isso a IF demore um pouco mais. Pelo menos chego com saúde pra aproveita-la com mais intensidade.

    Mas tem um detalhe. Gosto do meu trabalho, ótimo ambiente. Isso ajuda e ajuda muiiiito. Não sei como seria se trabalhasse num lugar ostil!

    abs e bons investimento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom Kspov,

      Temos que atingir a IF com saúde mesmo. Outro fator que não mencionei mas é primordial é ter uma esposa/companheira que tenha a mesma linha de pensamento que a gente. Dessa maneira fica muito mais fácil resolver qualquer problema.

      Abraço.

      Excluir
  12. Fala BPM!

    Isso mesmo, precisamos estar sempre em equilíbrio, ótimo texto.

    Abraços e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Steynd B.

      Abraço e sucesso pra você também.

      Excluir
  13. Fala meu nobre BPM!

    Olha, este texto foi um dos melhores que já li até hoje na finansfera. Muitos insights sobre temas pouco falados, mas fundamentais para um vida plena e feliz. Seus conteúdos estão cada vez melhores, cara... Seus blogs estão muito bons! Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio TR!

      Foi o Brazilionaire Program que eu fiz que me deixou assim!

      Abraço!

      Excluir
  14. Bom dia BPM! Parabens pelo post. Concordo em tudo!
    Equilibrio é a palavra chave para evitarmos os extremos. Eu por exemplo procuro sempre estipular metas de longo e curto prazo, e sempre que atinjo uma meta me presenteio com algo que eu goste (claro sempre dentro do orcamento!). Seja uma viagem ou mesmo algo simples como um jantar com a esposa. Importante é viver o presente e manter o prumo. O controle do orcamento tem papel fundamental.

    Aproveitando, voce poderia adicionar meu blog recem-criado aqui no seu blogroll? Eu ja te adicionei e certamente passarei a acompanhar suas postagens.
    Abraco!
    (desculpe a falta de acentuacao mas estou no exterior e o computador que estou agora nao corrige!)

    Executivo Investidor
    www.executivoinvestidor.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que já temos mais um equilibrado 😂.

      Executivo, vou acompanhar seu blog. Eu fiz uma limpeza nos blogs da blogroll porque tinha muita gente que iniciava um blog e não postava nada, daí enchia meu blog de links quebrados e tal. Hoje eu acompanho alguns e estes eu coloco lá porque sei que estão consolidados.

      O layout do seu blog tá bem bacana. Legal saber que tem interesse nos investimentos no exterior. O fato de ja ter um domínio também já demonstra que você dá atenção ao blog.

      Abraço!

      Excluir

Deixe aqui seu comentário, colabore com a comunidade rumo à independência financeira!

Siga o BPM!