Afinal preço importa ou não? Caso Grendene

by - 18:57

Fala galera da Finansfera!!!





Vou tratar aqui de um assunto polêmico mas que é interessante refletir sobre ele. Trata-se de falar se preço de compra de um ativo importa ou não. Em primeiro lugar quero dizer que esta é uma opinião pessoal e respeito todas as outras. O mercado só funciona porque temos opiniões diferentes então enquanto um compra, o outro vende e assim caminha a humanidade.

Já fiz um post sobre este assunto mas tem tempo que não comento mais. Caso queira acessar o post, clique aqui. Mas agora achei bem oportuno trazer novamente o assunto quando a Grendene apresentou resultados ruins e o preço deu uma bela caída.

Muitas pessoas falam que preço não importa mas quando as ações caem, logo querem comprar mais. Quando os preços sobem, essas pessoas dizem que não tem dinheiro para investir e por isso não compram aquele ativo que tá com o preço lá em cima. Lembro bem de uma conversa que eu tive com um amigo quando Cielo ainda estava a R$ 15,00. Ele disse que comprava e preço não importava então ofereci as minhas para ele ao custo de R$ 20,00. Claro que ele não quis.

Fato é que nós precisamos de uma margem de segurança na hora de investir. Esta margem de segurança é baseada no preço do ativo. Sabemos que para investir é necessário analisar os balanços, ver a solidez da empresa, ver a dívida e mais um monte de indicativos mas ainda assim temos que olhar o preço. Valuation pra mim faz muito sentido. Se posso pagar 90 reais por uma nota de 100, pra quê pagar 110? Com este pensamento que trago o questionamento novamente.



O preço de um ativo importa na hora da compra?


O caso da Grendene veio bem à calhar neste momento. Eu tinha Grendene e depois resolvi vender. Sai da operação com um bom lucro em 2017, mas percebi que não fiz um post mostrando os detalhes. Tenho que escrever mais minhas ideias porque no futuro será interessante ver o que pensava. O que  eu que fiz foi relatar no fechamento mensal, acompanhe aqui. Eu vendi Grendene com lucro de 35% pra entrar em Bradesco que estava super descontada abaixo de R$ 25,00 à época.

Depois de ter vendido e ela ainda ter subido, eu tracei um valor máximo para pagar e girava em torno de R$ 20,00. Eu não queria pagar mais do que isso. Lembrando que ela teve o Split pra 3 vezes. Passou a custar algo em torno de R$ 8,00. Fiquei de fora até que estivesse dentro da ideia do meu preço. Fiz isso para ter uma margem de segurança.

Como o mercado é cíclico, não tive pressa e resolvi aportar em outras opções. Neste meio tempo entrei e sai em BIDI, entrei em IRBR3, aumentei posição em BBDC3 dentre outros investimentos. Eis que chega a hora de olhar para Grendene novamente. A empresa estava indo muito bem mas, como o mercado é cíclico, novamente deu entrada dentro da minha margem de segurança.

Comprei então Grendene a R$ 6,80. Dentro do que eu me propunha a pagar, o preço seria o equivalente a R$ 20,40 caso não tivesse acontecido o Split. Após a compra do papel, o ativo subiu chegando à cotação máxima de R$ 9,34 em fevereiro de 2019. Neste momento já tinha subido o preço teto para algo em torno de R$ 7,60 mas não comprei nada.


Resultado trimestral da Grendene


No último resultado trimestral a Grendene foi decepcionante. Sem entrar no mérito de analisar a empresa, o lucro caiu demais e o papel despencou quase 10% em um único dia. É aqui que preço começa a importar pra mim.

Como comprei a R$ 6,80 então tenho uma margem de segurança boa para esperar mais um trimestre e ver como o papel se comporta. Como mostra a imagem acima, o fechamento foi em R$ 7,32 ou seja, ainda estou 7,6% acima do preço de compra. Isso que transmite uma tranquilidade maior. Nesta conta não estou considerando os dividendos pagos.

Se eu tivesse comprado Grendene a R$ 9,00 hoje estaria em um "prejuízo" de mais de 20%. Mesmo que seja uma boa empresa, ninguém gosta de ver uma posição recuar 20% em pouco tempo. Quem tem Cielo, como eu, sabe bem disso. Se eu for considerar os dividendos pagos, o preço médio vai abaixo de R$ 6,40 e ai a margem de segurança aumenta.

Mesmo que Grendene venha a R$ 6,80 que é meu preço médio, ela paga um yeld de 4,3% o que rende mais do que a renda fixa hoje em dia. Se considerarmos uma renda fixa pagando IPCA + 4,5%, podemos descontar o IPCA e fazer um cálculo em cima dos 4,5%. Aqui temos que tirar 15% de imposto de renda e sobra 3,82% o que já é menos do que os dividendos da Grendene, ou seja, ruim de tudo ela vira uma renda fixa melhorada.

Eu acredito que a Grendene vai melhorar este resultado e se o preço vier abaixo de R$ 7,00 eu volto a comprar mais. Vou ficando de olho e deixando uma graninha guardada para aproveitar essa oportunidade, caso chegue. Os próximos 6 meses serão bem decisivos para saber se compro mais ou se vendo. Espero que os próximos resultados melhorem.

Conclusão


Muitas pessoas dizem que preço não importa mas para mim importa sim. Prefiro comprar algo com margem de segurança melhor como o caso explicado da Grendene. Comprar bons ativos a um preço mais descontado deixa a gente mais tranquilo quando vem uma tempestade como um balanço ruim. Temos tranquilidade de deixar a empresa trabalhar mais um semestre para depois decidir o que fazer.

Vou mantendo minha posição e acompanhando os acontecimento. Com o papel abaixo de R$ 7,00 eu volto a comprar aos poucos. Este preço não está nada longe.

E você? O que acha sobre preço? Importa ou não? Deixe seus comentários abaixo.

Abraço a todos!


You May Also Like

33 comentários

  1. Olá BPM,

    Para mim preço importa mesmo meus aportes não sendo altos.
    Também tenho Grendene com preço médio de R$ 7,83. Não está bom, mas tenho compras desde 6 a 9 reais dela. E já recebi muito dividendos.

    Abraços!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ter oportunidade de comprar mais abaixo de R$ 7,20 em breve! Ela paga bons dividendos mesmo. Tô de olho, abaixo de R$ 7,20 eu ativo o gatilho e abaixo de R$ 7,00 eu entro.

      Excluir
  2. A NANO tem seu preço ideal de compra a 1 dólar, se der pra comprar por menos melhor. Dizem que é a partir daí que ela vai tentar chegar em 800 dólares em 5 a 10 anos.

    100 dólares é mais fácil rs. Mercado de cripto pode valorizar 200% em 1 mês, etc é relativo. Pode cair muito como subir muito em pouco tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, aí já é outro mercado. Quando falamos de ações estamos falando de fundamentos. Investir com base em " dizem" é complicado, disseram que viria uma recessão em 2016 e tô aguardando. Disseram também que BTC ia aos 100k e ainda aguardo.

      Prefiro me ater aos fundamentos.

      Excluir
  3. Sem dúvidas que preço importa até mesmo para investidor de dividendos. Minhas posições fora que comprei a um bom preço estão todas com um bom ganho não realizado enquanto as que comprei um pouco acima do que gostaria de pagar estão no zero a zero e algumas no negativo como é o caso da SKT. Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para investidor de dividendos importa muito até porque o DY vai ser calculado em cima do preço.

      Cara, eu comprei Visa a 112 e ela tá linda agora acima de 160. Disney é outra, estou até cantando Let it go kkkkk

      Excluir
    2. Muito bom. Perdi Disney, tava esperando ela a 105 e disparou com a compra da Fox. Visa é uma que apesar de ser ótima no momento não vou comprar já que este setor está fadado a competição no futuro como aconteceu com a Cielo no BR. Até prefiro AXP como Buffett mas nao vou entrar no setor não. Abcs

      Excluir
    3. Ahhhh mas Visa não se compara com Cielo.

      Excluir
  4. BPM,

    Gostei do seu post, visão e análise.
    Para mim, preço importa sim. Como você disse, para que pagar 110,00 se eu posso comprar por 90,00?

    Boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rosana, pois é, tem gente que adora ficar pregando que não importa mas ninguém quer pagar R$ 20,00 nas minhas Cielo kkkk

      Excluir
  5. Pra mim importa também.
    Por exemplo, se eu vou comprar um carro e pagar 55mil em vez de 60mil, é lógico que foi bom. Eu pego os outros 5k e gasto em outra coisa. Aí na hora de comprar ação não importa? Não faz muito sentido...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente pechincha até pra comprar pastel, quer dois pelo preço de um mas ação pode ser o preço que estiver. Muito boa sua analogia com o carro.

      Excluir
  6. lógico que importa.
    Só para os da seita bastteriana é que não importa (vamos fingir que acreditamos ... kkkk). Basta ir nos murais das empresas que verão que lá também preço importa, apesar de pregarem e repetirem que não importa. Estou falando dos seguidores, não dos administradores do site.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, importa quando é para mandar os outros fazerem kkkkk

      Excluir
  7. Ola BPM! Esse assunto é um pouco polemico! rsrs... Para mim preco é mais importante psicologicamente do que outra coisa. A grande verdade é que ninguem sabe ao certo quanto um ativo custara no futuro, e ao ficarmos tentanto "advinhar" podemos cair na armadilha de perdermos uma boa oportunidade (vide resultado das acoes de Netflix e Amazon nos ultimos 10 anos), mas claro podemos tambem nos livrar de uma desagradavel supresa (exemplo classico da gigante GE nos ultimos anos).
    O preco de um ativo é muito influenciado por efeitos "nao exatos" (que nao se pode calcular) como por exemplo expectativa do Mercado e principalmente especuladores cujos fundos bilionarios podem facilmente alterar o preco de um ativo (principalmente no curtissimo prazo).
    Claro que eu fico muito incomodado quando compro um ativo e o mesmo cai, mas como nao temos como prever o comportamento a longo prazo, eu uso alguns indicadores (Preco/PL, entre outros) e muita leitura a respeito dos ativos para embazar meus investimentos.

    Executivo Investidor
    www.executivoinvestidor.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Executivo, não é exatamente não pagar o preço, é fazer um valuation e ter um preço com margem de segurança. No próprio caso que citei de Grendene, repare que já havia elevado o preço teto para perto de R$ 7,50 devido às boas perspectivas do mercado mas não pagaria R$ 9,00.
      Como o mercado é cíclico, uma hora volta. Amazon quero comprar abaixo de $1600 e Google abaixo de $1150, estas são algumas das barreiras que coloquei. Já GE eu comprei e sai com uma perda, comprei em torno de 27 e sai em torno de 23 quando ví que não ia adiantar mais ficar.
      Netflix não gosto do case e agora já tem concorrentes à altura.

      Excluir
  8. O bullshit tomou conta de você...

    ResponderExcluir
  9. Gostei bastante da sua opinião sobre a importância do preço na hora da compra de ações.

    Todos os meses estou fazendo um post sobre as melhores postagens dos blogs de finanças e investimentos. Este mês o seu post foi um dos escolhidos.

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa!! Valeu DIL!

      Vou dar uma passada por lá. Bacana esse seu trabalho.

      Excluir
  10. "Vou tratar aqui de um assunto polêmico mas que é interessante refletir sobre ele."
    Esse que é o estranho, isso nem deveria ser polêmico. Só vejo um único lugar que propaga essa palhaçada de que preço não importa.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois e AdP, e mesmo assim tem gente que compra o discurso e acaba por executar essa ideia. No fim acabam não tendo bom rendimento mas, fazer o que né.

      Excluir
  11. Preço importa sim.

    É por isso que as TOP 10 do Ranking Bastter têm tido desempenho anual sofrível nos últimos anos quando comparadas ao próprio índice Ibovespa.

    Podem conferir. Fiz um estudo de todos os anos.

    São bons papéis, mas, como eles não levam em conta o preço, perdem dinheiro.

    E quando saem é muito tarde já. O mercado já antecipou.

    Enquanto a bolsa subiu uns 110% desde 2016, as ações populares no "bastter.com" subiram de 30 a 50% em média.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Anonimo. Tem esse estudo publicado em algum lugar? Gostaria de expor? Realmente as empresas “perenes” não vão trazer grandes lucros.

      Bastter tem uma metodologia que eu discordo bastante mas o iniciante acaba seguindo. Livre arbítrio né.

      Excluir
    2. A maioria fiz no olhômetro, mas teve uma vez que fiz e anotei mais ou menos os resultados (quem quiser ser mais preciso não vai encontrar muita diferença nos resultados).

      Na primeira opção peguei as ações bem ranqueadas por eles e as mantive por oito meses, comparando com o índice Ibov.

      Na segunda peguei as ações bem ranqueadas no top 10 do meio de 2015 e comparei com as ações do Ibov no mesmo período.

      Tudo até dezembro do ano passado.

      Detalhes aqui:

      Ibov 27 de mar a 01-12-2018 = 6,36% mais ou menos

      açoes do top bastter - queda de 10% mais ou menos de média

      16 leve - 2%
      15 itub - 8%
      14 flry - queda 22%
      13 ambv - queda 30%
      12 krot - queda 20%
      11 ugpa - queda 31%
      10 egie - 13%
      9 eztc - 1%
      8 odpv - queda 5%
      7 pssa - 4%
      6 mdia - queda 21%
      5 radl - queda 20%
      4 lren - 18%
      3 ciel - queda 55%
      2 wege - 4%
      1 grnd - queda 15%

      Conclusão: nos últimos oito meses seria consideravelmente pior a estratégia bastter frente a meramente seguir a composição do ibov.







      ibov 100% entre 25 set de 2015 a 01-12-2018.

      ações do top bastter - menos de 40% mais ou menos

      grnd3 - menos de 40%
      wege3 - menos de 50%
      eztc3 - 100%
      bbse3 - menos de 15%
      odpv3 - menos de 45%
      egie3 - 33%
      radl3 - pouco mais de 60%
      abev3 - queda de quase 20%
      tots3 - zero
      pssa3 - uns 73%
      mdia3 - 100%
      ugpa3 - queda de 30%


      Conclusão: nos últimos 3 anos e pouco seria muito pior a estratégia bastter frente a meramente seguir a composição do ibov.

      Excluir
    3. 3 anos é um prazo bem curto.
      e o ranking é subjetivo, já que se baseia na nota que os usuários do site dão para cada empresa, e não somente no retorno do investimento.

      Excluir
    4. Infelizmente não tenho "top bastter" mais antigo que 2015, porém, você tem razão. Pode ser que no longo prazo a estratégia faça sentido. Porém, no médio tem sido horrível.

      Todo ranking do tipo será meio subjetivo. Depende do que cada um escolhe como critérios para "boas ações".

      Usei o ranking deles porque os votantes certamente possuem bom conhecimento e têm como objetivo, obviamente, multiplicar o patrimônio. Por isso vão atrás de boas empresas. Porque acreditam que no espectro de 20 ou 30 anos, as oscilações serão engolidas pelo crescimento constante.

      Até agora têm perdido feio feio para o Ibov. Lá na frente pode passar a fazer sentido. Mas sei não...

      Excluir
  12. Não é que não importa, é que pra quem compra no longo prazo com pequenos aportes não faz tanta diferença..agora quem tem uma posição grande tem estudar bem a hora de entrar e sair.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soldado, mas aí você me diz que quem compra pouco pode pagar “caro”. No fim das contas o preço médio vai ficar alto.

      Eu entendo que ao longo do tempo tende a fazer um preço médio bom esboce fizer compras religiosas mas não é o caso da maioria.

      Você já deve ter visto meus estudos de compra de ativos por 10 anos né.

      Excluir
    2. BP, tem que entender melhor como funciona o Bastter System. ele leva o preço em consideração, sim. o que o Bastter fala de preço não importa é pra gente não ficar olhando cotação toda hora.

      o BS sempre vai indicar que vc compre o ativo que está mais longe do objetivo, em %. Logo, se o preço de uma ação sobe, ela aumenta sua participação em % e não tem compra indicada. E o contrário acontece quando o preço de uma ação cai.

      Excluir
    3. Marcelo eu conheço o Bastter system. Entendo como funciona mas se a maioria das pessoas entendem de outra maneira, significa que ele não está passando a ideia correta.

      A maioria das pessoas entendem que é pra comprar sem olhar o preço que está. Não tenho nada contra a metodologia dele mas acho ele muito mercenario. Vai lá no site dele e diz que você prefere outra corretora que não a DriveWealth onde ele ganha comissão. Se você não for banido, parabéns .

      Excluir
    4. BP, fui pesquisar e achei vários tópicos recentes sobre a IB, e em nenhum deles rolou isso aí que vc comentou.
      talvez o bastter esteja mais paz e amor ultimamente rsrsrs

      Excluir
    5. Se não for mais problema falar de outra corretora que não aquela em que ele ganha comissão, então tá melhorando kkkkk

      Mas ele continua com as “voadoras”. As voadoras dele pra mim são falta de respeito. Não respeita a opinião dos outros. Enfim, eu raramente comento sobre ele porque cada um escolhe fazer o que quiser. Quem comentou dele aqui foram os leitores.

      Excluir
  13. Como você calcula o preço que você considera justo da ação para saber se esta descontada ou não? Tem algum post sobre isso ou uma idéia simplificada de como funciona seu raciocino ao fazer o valuation ? Por exemplo: Como você concluiu na epoca que o valor máximo que pagaria pela GRND3 seria R$ 20,00 (antes do split por 3) ou que Brasdesco estava super descontada (abaixo de R$ 25,00 ) ?

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, colabore com a comunidade rumo à independência financeira!